sábado, 24 de dezembro de 2011

Merry Christmas!



Feliz Natal, junto de quem mais amam. Com uma mesa cheia de comidinha da boa! Os abraços e a boa companhia, ainda são as melhores prendas. Não se foquem no que queriam e que não receberam (eu também queria uma maquina fotográfica e sei que não a vou receber)! Foquem-se naqueles que, felizmente, ainda têm ao vosso lado. Eu há 18 anos que não a tenho ao meu lado. Mas tento focar-me no facto do meu pai estar sempre lá.

Anibaleitor


É um livro engraçado, lê-se muito rapidamente mas deixa algumas marcas!

A escrita de Rui Zink é completamente diferente daquilo que já li nesta vida. Consegue, numa página, fazer-nos sentir o turbilhão de emoções e pensamentos que poderão passar pela mente de quem se vê perante uma página em branco. Fez-me recordar o porquê de eu amar, tão intensamente, a palavra escrita. Apesar de eu confessar que sou também uma grande viciada em televisão. Nos meus tempos aureos, chegava a passar 8-12hrs em frente ao cubo mágico. Mas não me digam que não se aprende! Aprendi muito, a ver o cubo mágico! Existem muitos documentários, e mesmo séries e filmes, com os quais se pode aprender! Não é apenas estarmos vegetais! Os programas também podem desafiar a nossa mente! Não são apenas os livros que o fazem. Até porque não nos podemos esquecer que existem também alguns géneros de livros que nos estimulam tanto como irmos ao cinema ver o gato das botas. Estimula o riso, mas aprendizagem é 0.



A história gira em redor de um rapazola malfeitor que acaba por engano, membro da tribulação de um barco que vai à caça do gigante Anibaleitor. A besta (ou monstro, como preferirem) que lê! E que incute o gosto da leitura a quem, anteriormente, ficava amorfo a ver uma caixa com imagens que se mexem.




Qualquer semelhança entre Anibaleitor e Kong, não é pura coincidência!


domingo, 18 de dezembro de 2011

Um Amor em Segunda Mão



Foi o primeiro livro que li desta autora e gostei bastante. É um livro leve, mas muito bem construído. Diversas personagens povoam a narrativa, sendo que várias histórias se cruzam ao longo do livro. Poderiam até achar (só de ver o título) que se trata de um daqueles romances cheios de mel e muito parecidos com novelas mexicanas, mas não! Aliás a história de amor é de tal forma interessante que ao longo do livro, vamos torcendo por diversas personagens.


A personagem principal tem uma loja de roupa vintage, e para quem se interessa pelo tema o livro é também interessante pois percebe-se que ou a autora tem também um amor especial por roupa que já muito viveu ou fez muito bem a pesquisa! Mas para mim, o facto de ter uma loja torna-se ainda mais interessante, pela visão que dá dos clientes! Quem trabalha com público também se irá rever muito nessa parte!

Ao longo da história, viajamos por Inglaterra, França e até no tempo! Mas mais não digo. Comprem e leiam! Recomendadíssimo!!

sábado, 17 de dezembro de 2011

Secret Life of Bees


Ontem tive a triste ideia de ver este filme.






Sim. A história é muito gira e real.






Sim, as actrizes são todas elas fenomenais (até a Alicia Keys me surpreendeu).






Sim, o filme é simplesmente fantástico.






Então porque é que foi uma triste ideia? Porque a personagem principal, a Lilly (Dakota Fanning) é orfã de mãe. E perdeu a mãe quando era ainda muito pequenina (4 anos). E no inicio do filme mostra todos aqueles rituais, que só quem perdeu a mãe quando ainda era uma pequena criança, percebe e se relaciona. A caixinha escondida de todos (por vergonha deste tão estranho) cheia de objectos pessoais da mãe, que depois usa como se fosse para sentir que a sua mãe ainda está com ela. Até uma imagem de Nossa Sra ela tem na caixinha. Sei que quem me conhece sabe que não sou nada religiosa, mas sendo Maria a Mãe de Jesus, a Mãe do filho de Deus, a Mãe de todos nós... acredito que não sou a única orfã de mãe que tem grande carinho pela Nossa Sra pois é quase uma representação divina da mãe que perdemos. E pronto. Depressão garantida. Em especial porque daqui a uns dias faz 18 anos que fiquei sem parte da minha alma....






quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Biscoitos Laranja e Canela

O Natal está a chegar e eu queria fazer biscoitos para oferecer, mas ainda não tinha tido inspiração nem tempo para fazer a fornada de experiência.
Ontem, em vez de estar a trabalhar no artigo que é suposto eu estar a escrever, pus-me à procura de boas receitas (e fáceis), que não fosse preciso usar ovos (porque não tinha nenhum em casa) e que não levasse demasiado açúcar.
Encontrei então esta receita da Gasparzinha e ao lembrar-me que tenho a fruteira cheia de laranjas boas e biológicas da casa de férias dos sogros senti que era Jackpot! E foi mesmo! Os biscoitos são deliciosos, alterei um pouco a receita (fiz 40gr açúcar refinado + 40gr açúcar mascavado, pois ao começar vi que afinal tinha pouco açúcar mascavado e pus 3 colheres de sopa de sumo de laranja, em vez de uma, para dar um saborzinho extra das laranjas espectaculares do nosso Casal. Também pus durante uns valentes segundos, em velocidade espiga, para que a massa ficasse mais fácil de esticar).
A casa ficou com um cheirinho delicioso, que ainda hoje se sente, e os biscoitos são daqueles dificeis de parar de comer!!! Recomendadíssimos!!!
Agora só me falta mesmo, é encontrar cortadores com temas mais natalicios do que estes bicharocos.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Vaso Tricot


Aqui está o meu vaso! Foi dificil tirar uma foto perceptivel sem ter nenhuma planta dentro, mas acho que dá para perceber o design.
Adorei a experiência e acho que ficou muito giro, mas não sei se ficará bem na minha varanda. Acho que o vou deixar para enfeitar um cantinho da casa de férias...

Merry Christmas to me

Todos os anos compro uma prenda de natal para mim mesma... ao saber que a Urban Decay já tem produtos à venda na Sephora, e que existe agora um pack que tem a palette Naked (sim, a palette que se fala por toda a internet e que está esgotada em todo o lado) assim como o primer Eyeshadow Primer Potion (considerado por muitos o melhor de todos) o bichinho da tentação começou a falar comigo!
Depois ao visitar o site da Sephora e descobrir o set de 3 pinceis da Too Faced... O bichinho mordia-me já o ombro.
Eis que ir ao Vasco da Gama, comprar as 2 ultimas prendas que me faltavam para o Natal olho e vejo que a Sephora estava com 23% desconto em todos os produtos....
Não consegui resistir ao bichinho da tentação, que por esta altura me gritava aos ouvidos e puxava os cabelos.
A palette Naked, tem umas cores fantásticas, perfeitas para o dia-a-dia ou quando queremos um look sofisticado. O pincel que vem com a palette, deve ser dos melhores pinceis que já tive nas minhas mãos.
O primer Potion é de fácil aplicação, e se são como eu, que me parece sempre que a maquilhagem está fantástica quando ainda estou em casa e assim que chegamos à festa\restaurante... parece que não temos maquilhagem, este primer faz com que as sombras durem muito mais!
Já os pinceis da Too Faced, devo confessar que são maravilhosos. Especialmente quando comparados com aqueles pinceis mais baratos que todas nós já usámos (como os da linha da Sephora), são de uma suavidade estonteante! Quando eles dizem na embalagem "Fabricados com pelos de ursinhos de peluche" eles não estão a brincar. São mesmo suaves a esse ponto! E são feitos à prova de parvinhas como eu. Cada um deles, diz no proprio pincel para que serve e dentro da embalagem ainda tem instruções desenhadas... à prova de bala! E valem bem o preço!! Meninas... apostem na qualidade de uma coisa que vos durará anos, em vez de uma coisa mais barata, sem qualidade e que não durará nem metade do tempo.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol


O que eu posso dizer para além de: a escrita deste homem, faz-me querer arrancar todos os caracteres de todas as páginas para poder saboreá-lo melhor!!!
"Às vezes as pessoas estão condenadas a fazer mal a outros seres humanos, pelo simples facto de existirem"

The Runaways


Este é um grande, grande, grande filme!!! Esta realizadora estreou-se mesmo com um estrondo! Não só escolhe a Dakota Fanning (favor fazer vénia!!) para fazer de Cherie Currie, como ainda vai buscar a Kristen Stewart (muito desvalorizada devido ao twilight, mas que também é uma bela actriz... quem se lembra do Panic Room??). Estas míudas, que estão certamente no topo das actrizes da sua geração interpretam na perfeição esta dupla que abanou e alterou para sempre a face do rock and roll, com o primeiro grupo rock feminino The Runaways. São elas próprias que cantam no filme (e mais uma vez, a Dakota parte a loiça toda) e os tiques, a forma de andar... são tão parecidas com as mulheres que interpretam que chega a ser arrepiante!!
Todo o trabalho de investigação foi muito bem feito, e uma pequena prova é o concerto em Tokyo... se compararem o filme com o vídeo abaixo, vão ver que as semelhanças são de tirar o fôlego.
Mais do que recomendado!!! E apesar de ser tudo acerca do Girl Power destas míudas (não se esqueçam que quando esta banda foi formada elas tinham todas entre 15 e 16 anos) é um bom filme para ver com os homens, já que toda a banda sonora é um hino ao rock clássico.
Simplesmente 5*, e volto a dizer, a DAKOTA MERECE UM ÓSCAR, PORRA!!!


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Super 8

Ontem foi tarde de cinema! Super 8!








Primeiro que tudo, devo dizer que gostava de saber o que é que os papás Fanning punham no leite das filhas, porque a Elle é também uma fantástica actriz! Não é tão boa como a Dakota, é certo, mas é mesmo muito boa actriz! Parece que consegue ultrapassar a barreira do ecrã e toca-nos! Faz-nos rir, faz-nos querer entrar no filme para a proteger e dar um abraço à cachopa! Passa de um ar fofinho, a ar de zombie, a rir, a chorar num milésimo de segundo... não é só isso que faz uma boa actriz, mas vocês percebem!








Bem, na verdade, todos os míudos que entram neste filme são muito bons actores, mas a Elle destaca-se.





O mistério começa quando existe um "acidente" de comboio e após o desastre começam a acontecer coisas muito estranhas - pessoas desaparecem, os cães fogem todos da cidade, peças tecnologicas são roubadas em massa, a Força Aérea invade a cidade...




Tínhamos um certo receio de que a história pudesse ser um pouco infantil\filme Disney a mais, devido ao facto do elenco principal ser constituído apenas por crianças, mas não. O filme é perfeito para uma bela tarde de domingo. Tem efeitos especiais com fartura, som com fartura, boas representações, boa história (aliás, no inicio até pensei que fosse chorar, porque aquela historia da personagem principal perder a mãe e ficar sozinho com o pai - com quem até então não tinha uma ligação por aí além - tocou-me um pouco)... não nos podemos esquecer que é uma produção do Spielberg e por isso tem tudo o que um bom filme deve ter: bom enredo + momentos dramáticos + momentos cómicos + bons actores + efeitos especiais com fartura!!!! KABUM!







Outra coisa boa que aconteceu ontem, durante o visionamento do filme: Acabei o meu vaso de tricot!!! Até o F. disse que ficou giro! Agora tenho que tirar fotos e testar o sitio onde estava a pensar pô-lo, para ver se fica bem :D

sábado, 19 de novembro de 2011

As merdas que eu aturo

Quando as pessoas não têm maturidade\inteligência, não é por terem quase 70 anos que a ganham. Hão-de ser assim até morrer...


Não é senhor Porteiro deste hotel onde trabalho?


Vejam bem: a grande besta estaciona o carro de uma maneira que ocupa 2 lugares (porque simplesmente não está para ter trabalho de fazer manobras... basicamente gosta de mostrar a todas as pessoas, que respiram e que passam por ele, que tem um Mercedes, mas a verdade é que não tem mãozinhas para aquilo). Quando lhe digo que aquilo não é maneira de estacionar porque prejudica todas as pessoas, vira costas - porque sabe que não tem razão e nem consegue dar uma desculpa sem se ridicularizar - mas podia calar-se com o assunto, certo?


Errado!


Como tem a inteligência e a maturidade de uma criança de 5 anos, apesar de ter quase 70, depois põe-se a mandar bocas para o ar... a falar sozinho - mas numa amplitude vocal que até as gaivotas que estão em Alcochete o ouvem - para ver se enerva. Só que a mim só me dá pena. Porque se ele é um cobardolas incapaz de dizer o que pensa à frente das pessoas e só gosta é de falar nas costas das, eu não sou assim. Como já lhe provei diversas vezes. Depois não se queixe... é que eu não tenho 5 anos. Tenho 26. E os mais velhos têm de educar as crianças

domingo, 13 de novembro de 2011

Jesse zzzzzzZZZzzzzz James



Ontem vi, finalmente o filme The Assassination of Jesse James by the coward Robert Ford.



Mas que grande cocó de filme. Parado que só ele... mas nem foi um daqueles filmes que são parados, mas que são bons! Não... só serviu mesmo para que o F. pudesse adormecer descansado, e que eu recomeçasse o cachecol (não vos enerva quando no final de uma meada, ao passar para a nova fazem porcaria e a tentar corrigir essa porcaria, fazem ainda mais porcaria, até que a única solução é desmanchar tudo e começar do zero?!?!?!?!) e estivesse tão concentrada no cachecolzito, que este até já tem um tamanho decente.



Deixa-me incrédula que se tenha falado tanto do Casey Affleck, neste filme, já que me parece que tem tanto talento quanto o irmão. O que no caso dele é chato, porque simplesmente não é tão jeitoso quanto o irmão. É daqueles actores que me parece que só trabalha, porque deve ter cunhas gigantescas. Já o Brad Pitt... não só é muito giro, como é um grande actor, e foi o facto de estar sempre à espera de algum tipo de demência da parte da sua personagem, que me fez aguentar aquela grande bosta até ao fim. Ainda pensei que ao menos a parte do assassinato do Jesse James fosse impolgante... mas não. Mesmo essa é uma cena de dar sono. Aliás... ainda fechei os olhos uns 5 minutos... e só o cachecol me conseguiu manter acordada.



Não recomendo, a não ser que estejam com uma crise de insónia.

O meu bebé!

O meu bebé foi esta semana, pela primeira vez, à inspecção! O orgulho que sinto é o de uma mãe que vê o seu filhote ir pelo primeiro dia para a pré-primária! Passou com distinção o meu menino!!! É tão esperto :D

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Clube de Tricô de Sexta Feira à Noite



Custou-me bastante acabar este livro. Escolhi pela temática, mas as personagens não me conseguiram prender, o tricot não é assim tão importante e até mesmo a parte dramática achei fraquinha-fraquinha.




Nem livro-pipoca é... bem... venha o próximo (que já me prendeu mais nas primeiras páginas, do que este em toda a história).

domingo, 6 de novembro de 2011

Vaso de tricot

Agora enquanto dava uma olhada por alguns dos blogs que visito habitualmente, deparei-me com isto






Adorei! Pequenos vasos de tricot, em que o facto da lã ser acrílica, permite manter água suficiente para que os cactos não só sobrevivam, como prosperem! Desde que me mudei para a minha casa nova que andava a tentar magicar uma forma de ter plantas, mas sem aqueles vasos horríveis, mas também não queria algo que desse muito trabalho a manter... acho que arranjei a solução ;) Agora com a chegada do frio, até já apetece tricotar novamente, e o que não me faltam são lãs acrílicas (das minhas muitas visitas à loja do chinês mais simpático de Portugal)... por isso... não tarda muito acredito ter novidades!


Instruções, dadas pela autora desta bela obra de arte de artesanato urbano: aqui


Uma pequena nota: dentro do "vaso" só se coloca um pouco de terra e não se deve utilizar para decoração interior, visto que os autores avisam que há sempre a probabilidade de sujar ligeiramente o chão com os bocadinhos de terra e água que eventualmente poderão cair.

sábado, 5 de novembro de 2011

É Natal!!

Está quase a chegar! Já tenho algumas compras feitas, mas também tenho planos de dar ao dedo! No sentido de fazer qualquer coisa de artesanal!



Como habitualmente, quando perguntei ao meu pai o que queria para prenda de Natal (que ele é sempre a pessoa mais complicada a quem dar presentes, porque tem tudo o que precisa e não tem nenhum hobby a não ser laurear a pevide nas excursões de reformados... é um verdadeiro turista sénior) respondeu-me no seu tom habitual de "vou gozar com a tua cara": Quero um pouco da tal coisa...




Por isso vai levar um pouco da tal coisa! Já encomendei uns fios de lã PORTUGUESA e vou fazer um cachecol ao cachopo. Que para mim até é uma prenda com mais valor do que mais um perfume (ao que recorro sempre nos aniversários/natais/dia do pai), pois implica escolher lã, e todo o processo de tricotar. Só espero é que saia dali algo que seja utilizável... é que já não tricoto nada há quase 2 anos!!




Agora vem o passo nº2: escolher um modelo de cachecol que seja giro, mas extremamente fácil de fazer!

Inspirações

Às vezes vejo coisas por essa blogoesfera que me inspiram verdadeiramente... vou aqui colocar algumas dessas imagens, que espero que também gostem.



Esta Biblioteca faz-me babar e sonhar e desejar que seja minha! Adoro também a ideia dela, de tirar uma foto por mês, dos seus bebés, no mesmo local e na mesma cadeira, para que seja possível perceber a evolução do seu crescimento. Que posso dizer? São estes pormenores que me apaixonam!



Imagem: Making it lovely



Ele há escritório mais feminino e bonito? Adoro! E como sempre com esta senhora, a beleza está nos pormenores.



Imagem: Making it lovely


Porque achei mesmo muito engraçada esta decoração! E acho mesmo que irei imitá-la em casa! Se não usar vernizes (apesar de ter tantos que certamente dá), talvez o faça com batons (que ainda há pouco tempo andei a tentar magicar o que fazer para os guardar de um modo mais organizado e que seja, ao mesmo tempo, apelativo esteticamente).




imagem: what who wear

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Drógada!

Drógada! Drogada...
Piu piu piuuuu
Cuidada! Cuidada...
piu piu piuuu
Drógada! Drógada...
piu piu piuuu
Drógada!!
piu piu piu-piu-piu, piu-piu-piu-piu-piu

PIU
PIU
PIU-PIU-PIU
PIU!

(uma adaptação muito triste dessa grande canção da música portuguesa, "Drogado", mas vocês percebem)

Ontem cheguei à conclusão, que na minha cozinha existir um pacote de batatas fritas, é como na casa de um drogado existir um saquinho de cocaína...

É que quando dou por mim, a ratar as batatas às escondidas só consigo pensar: "Isto é muito triste! É um novo ponto baixo para a minha pessoa"

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Como enganar o povinho

Hoje, tal como podem ver abaixo, fui à Sephora (mas até me portei bem!! Só gastei 50€! Fiquei tão orgulhosa de mim :D).

Na hora de pagar:

Vendedor: Não sei se quer aproveitar esta promoção, temos aqui esta boneca da Associação blshjmjsj (murmurou qualquer coisa que não percebi), que custa apenas 2€

Eu: Que associação??

Vendedor: Associação das Crianças... bsksslçs (mais qualquer coisa imperceptivel)

Eu: Isso é de quê?

Vendedor: Crianças... com... problemas... de... Mas esta era a boneca do ano passado. É que todos os anos temos uma diferente. O ano passado custava 10€ este ano são só 2€

Eu: Mas o dinheiro vai à mesma para a associação?

Vendedor: Confesso que não lhe sei dizer se vai ou não

Eu: Então deixe estar :)



E é assim que se engana o povinho, que só ouve as palavras: Associação+crianças e só 2€ de doação

OMG!!!

OH MEU DEUS!!

OH MEU DEUS!!!

OH MEU DEUS!!!!!!!!




A sephora já tem à venda vernizes da Essie e maquilhagem da Urban Decay!!!!!!!



AGARRAM-ME!!!!!!

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Books!!!



Todos os livros que tenho andado a comprar, mas ainda não comecei a ler... muito bem guardadinhos pelo meu Sméagol!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Dio Mio!

Como ontem fiz uns posts super positivos, hoje ao acordar verifiquei que tinha o olho direito super inchado, como se tivesse levado um murro kármico...





A sério. Se não gostas de mim, não percas tempo e dinheiro a ir à bruxa. Basta dizeres o que tens a dizer na minha cara.







é que eu não acredito em bruxas... mas que existem.... existem!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Grão de Café...

...para acompanhar o chá.




Damn life is good!

Aconchegar a alma


Já chegou o mau tempo, e por isso volto a atacar o meu armário dos chás. Ontem aqueci-me com um belo chá de limão e a escolha de hoje recaiu no jasmim... uhmmm.... reconforta a alma nestes dias frios... chá, estudo do meu Geoturismo e a minha internet para me acompanhar... é com as pequenas coisas boas da vida que a felicidade se constrói.


Christmas Nazy...

...is baaaack!!!
Pois é. Hoje é apenas dia 24 de Outubro, mas já comprei brinquedos e o último livro do Saramago para moi même.
Mas com a chegada da chuva e do frio, já cheira a Natal. Já começo a imaginar a ementa, já imagino a decoração da sala... o calor já nos abandonou, o frio chegou e o Natal está já ao virar da esquina.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Doce Infância

Fui conhecer a menina da Goré. Coisinha mai pequenina, mai linda, mai fofinha...!!!! Vontadinha de a agarrar e roubar, e fugir com ela, e criá-la como se fosse minha!!!!!



OK... respira... acalma-te...


Mas agora vem o pior. É que está a chegar o Natal. Eu ainda sou da geração que no Natal, recebíamos uma prenda (e só uma!) dos pais. E não era nada de muito caro! Eu lembro-me do privilégio que era, quando eles realmente me compravam uma Barbie! É por isso que tenho poucas Barbies. Porque de tudo o que eu pedia, só recebia uma coisa no Natal e uma coisa nos aniversários. E se me dessem o carro da Barbie, não recebia a boneca...


Mas o meu grande trauma de infância foi nunca ter tido uma casa de bonecas. Porque era demasiado caro. E porque gastar mais do que 2 contos numa coisa que não era para a escola, era impensável.


Mas depois veio a minha sobrinha. E pensei que seria através dela que reviveria a minha infância, e que ao lhe dar esses brinquedos poderia experienciar o que seria recebê-los. E depois o meu irmão estragou tudo. Como? Ao começar a comprar prendas de Natal a partir do dia 1 de Dezembro. Uma prenda por dia até dia 24. E a minha cunhada então, arrebentou com o mundo encantado dos brinquedos. É que ela acredita piamente que os brinquedos mais giros e caros não devem ser utilizados. Para não estragar. E as poucas vezes que entrei no quarto da míuda, quase que chorava ao ver todas aquelas Barbies alinhadas, e ainda nas caixas... Que facadas no coração!!! Por isso, nunca me dei ao trabalho de comprar mais do que aquelas Barbies básicas, que só trazem a roupa do corpo e nada de acessórios, já que são as únicas que ela tem autorização para tirar da caixa.


Mas agora nasceu a Madalena! E a mamã da Madalena é da minha geração. E de certeza que percebe estes traumas que eu tenho. E que eu preciso de uma menina a quem dar uma Barbie e uma casa da Barbie. Não... não é para mimar, nem para comprar afectos... EU PRECISO de uma menina que goste de Barbies, e que possa brincar com Barbies e que possa receber 1 Barbie e que faça uma festa, e que se emocione quando receber uma Barbie. POR ISSO NADA DE COMPRARES BARBIES À MENINA! NEM TU, NEM A TUA IRMÃ, NEM A TUA BFF!!! VOU SER SÓ EU!!!

E ai dela que prefira as Winkz! É favor vedares o acesso a tudo o que seja concorrência da Barbie!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

X-Men First Class

Ontem, passámos a tarde a ver um belo filme. Sim... eu sou mesmo geek e tudo isso e sou fã acérrima da BD X-Men. Se gosto da Bd, adorei os desenhos animados e amei os filmes!



Mas não sei porquê, estava bastante desconfiada deste X-Men First Class. Não sei se foi o facto de não serem nenhuns dos mesmos actores... por não entrar a minha Rogue... não estava com confiança nesta adaptação. Ainda bem, que mesmo assim, pelo amor que tenho à BD decidi ver.



Amei!



Tudo!



Desde os actores, aos cenários, às personagens, à historia...! Não quero aqui gerar spoilers, por isso não vou contar tudo, mas ficamos mesmo a perceber o inicio da irmandade! O porquê do Magneto ser contra os humanos, como começou e terminou a sua amizade com o Professor Charles Xavier... Ficamos a perceber a mente da Mystique, finalmente aparece o BEAST!!! YEAH!!!!



Para os totós da BD como eu, é um filme simplesmente essencial.









P.S.: É muito mau eu dizer que cada vez gosto mais do Magneto e que também o seguiria até aos confins da terra?? E não é só porque o actor é jeitoso (que até gosto mais do que interpreta o prof. X), é mesmo pela personagem!! MUTANT AND PROUD BABY!!!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Stupidest person EVER!!

Imaginem a cena... estamos à conversa sobre livros. Aqui a Vossa amiga diz que tem uma estante de livros tão cheia, que mesmo nas áreas fechadas, para arrumação, tenho livros guardados.

Resposta de uma colega: Ih!Qualquer dia cheira a chichi!!

Respondo eu: AHN?!

Responde ela: Tantos livros... qualquer dia cheira a chichi! ihihihhiih


WHATA FUCK??!?!??!

Eu às vezes, acredito que tenho um lugar reservado no Céu, graças aos mongolóides que aturo neste trabalho...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Trânsito

No meu tempo, íamos para a escola a pé ou de autocarro, e quem ia com os pais de popó eram os chamados meninos do papá e eram ligeiramente gozados...

Nos dias de hoje, pelo que percebo, os que são gozados devem ser os que vão a pé ou de autocarro. É que pelo aumento de trânsito, quando as aulas recomeçam, imagino que todas as criancinhas (e todas as menos-criancinhas) vão de popó com os papás para os seus colégios (adoro quando as pessoas andam em escolas publicas e dizem que vão para o colégio).

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Finalmente Férias!!!

Estou finalmente de férias!
Mas até hoje, acho que trabalhei mais desde que entrei de férias, do que em todos estes meses de trabalho. Mas dá um gozo enorme trazer nova glória a algo que fora dotado ao abandono. Dá trabalho? Dá! Mas ver algo que estava esquecido, voltar a brilhar e a dar alegria a uma nova familia é fenomenal. E agora que já está tudo bonito e como novo, chegaram finalmente as férias no verdadeiro sentido da palavra. Namorar, Nadar, Ler e Comer... não ha nada melhor!!!! AAAAH!!!!!! Que bem que se está aqui!

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Mani-Pedi

Meus amores... nunca tinha feito uma mani-pedi, mas já percebi o porquê de tantas mulheres se terem deixado encantar por esta actividade tão lúdica.




Imaginem, depois de 8hrs em pé (qual Escrava Isaura) ser encaminhada para uma salinha onde me sento numa cadeira com massagem, com os pézinhos dentro de uma recipiente com hidromassagem, e uma brasileirinha amorosa chamada Priscilla a massagear-me os pés... eu tive que me controlar tanto para não adormecer! Quase tanto, como me tive que controlar para não lhe dar nenhum pontapé, quando ela me começou a colocar o lenço de papel como divisória dos dedos dos pés, e quando me calçou os chinelos (calcando ainda mais os lenços de papel) para que eu fosse para a área da manicure. Foi a primeira vez que usei um chinelo tipo havaiana. Eu nunca consegui usar nada do género de havaianas, porque me faz uma confusão terrivel aquela borrachinha entre os dedos...!




A manicure também foi muito relaxante. Mas já não implicou massagem :(




Veredicto geral: Beleza Pura Expo (Alameda dos Oceanos) está mais do que aprovado, e a Priscilla é sem dúvida a melhor manicure que já pôs as suas mãos nas minhas (get it? roncronc - riso com ronco)

FÉRIAS!!!!

Faltam 5 dias

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Muito Me-Do!!

Hoje, pela primeira vez na vida, vou fazer uma pedicure.



Com o que eu sofro de cócegas nos pés... não sei se a rapariga não vai acabar por levar um pontapé na boca... mas espero que não porque seria, acima de tudo, chato.

FÉRIAS!!!!

Já só sonho com a minha




... tenho mesmo de ir comprar bikinis (ou fatos de banho para não traumatizar as pessoas)


P.S. Eu não disse que era a minha... disse que sonhava com a minha... chato!

FÉRIAS!!!!

Já só faltam 6 dias

Campanha Fada-do-Lar II

Cidadã, quereis fustigar o Vosso corpo e alma, porque haveis comido um prato, do tamanho de uma travessa, de batatas fritas, mas não sabeis como???



Após um longo dia de trabalho, nada melhor do que chegar a casa e aspirar tudo do chão ao tecto (incluindo tirar sapatos da sapateira para aspirar o interior), seguindo depois para uma bela esfregadela de todas as loiças do W.C., incluindo ficar fora da cabine de chuveiro com uma escova de dentes impregnada de CIF, numa pose digna de Cirque de Soleil...



As dores!!! Tudo isto foi feito no domingo, e ontem ainda me doíam as costas... ao menos hoje já só sinto as pernas doridas

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

IELTS

Tal como qualquer sportinguista, tenho uma faceta de masoquista em mim, e talvez seja por isso que vou efectivamente tentar candidatar-me a um PHD.




Para que o possa fazer, tenho que provar o meu nível de inglês, e isso consegue-se com o teste IELTS... que se faz no British Council... e que é dificil para xuxu... e que é tão exigente que é feito durante um dia inteiro... ali presa naquele palecete... a pensar em inglês, a falar em inglês, a escrever em inglês... NÃAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAO!!!! Uma coisa em que sempre fui a melhor, subitamente assusta-me. Sim... não há cá falsa modéstia... eu sempre fui a melhor da turma a inglês. Desde que tenho inglês... ou seja, desde o 5º ano (mesmo com as cargas de nervos que dava às minhas professoras por ter demasiado apego às americanices).




Foi por isso que quando me disseram que teria que fazer o IELTS, decidi ir à Fnac ver o que havia de livros em inglês, para voltar a ver inglês escrito (já que falo todos os dias, mas nem escrevo nem leio...). Foi então que o vi na prateleira... Mini Shopaholic. da Sophie Kinsella. Claro que o tive que trazer comigo!




Tal como os outros livros da saga da Becky Bloomwood Brandon, é extremamente divertido, com momentos de pura loucura (e o que me assusta é que me revejo em tanta, tanta, tanta coisa...). Não é propriamente um livro que nos faça pensar muito, mas a verdade é que gosto mais destes livros pipoca, em que me basta pegar nele e entrar na história, sem ter que estar a cansar o cerebro (que para esses já me bastam os da escola - como diz o meu pai). Tal como todos os outros da Sophie Kinsella, este é um optimo livro para quem quer rir, e pensar em roupa gira... basicamente, o tipico livro do genero Chic Lit... para mim, optima escolha para finais de tarde de Verão :)

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Eu sabia!

Eu sabia que ia dar mau resultado ter que fazer tempo no Vasco da Gama, até chegar a hora de ir para o curso de preparação para o IELTS.

Resultado, em 1h30m gastei 120€... está certo... digamos que hoje devo ir directa para a escola (ou para a pastelaria junto à escola OOPS!!!).

domingo, 7 de agosto de 2011

Campanha Fada-do-Lar

Cidadão...

Tens de aspirar e essa é uma tarefa que detestas, ainda mais do que detestas favas guisadas??

Experimenta pôr-te a cantar e a tocar "air guitar" com o tubo do aspirador, que vais ver como o tempo voa!

Nota de rodapé a ser lida bastante depressa, tal como nos anuncios de medicamentos\bancos: Não se aconselha o mesmo enquanto se aspiram varandas ou com os cortinados abertos

sábado, 30 de julho de 2011

Harry Potter e os Talismãs da Morte parte 2

Eu sou uma desnaturada e só fui ver o 1º filme do Harry Potter ao cinema. Todos os outros vi em casa. Mas o último teria, obrigatoriamente, que ir ver ao cinema! Nem que fosse a uma sessão estapafúrdia! Nem que fossem em 3D!!! E graças a Deus que ainda há cinemas (... el corte inglés...) que ainda passam filmes a 2D mesmo com toda esta loucura do 3d (que eu odeio, que me faz doer a cabeça, e que me faz ouvir os filmes sem olhar sequer para o ecrã gigante).



Eu fui daquelas pessoas que só descobriu o Harry Potter, depois de ter visto o filme. Praticamente, foi sair da sala e ir comprar o livro. E ir comprar o 2º. E o 3º e o 4º e o 5º... ficar em agonia até sair o 6º e ler o livro da minha colega M., que tal como eu não conseguia esperar meses pela versão traduzida e comprou em inglês. E acontecer-me o mesmo quando saiu o 7º e simplesmente comprar a versão inglesa e devorar da 1ª à última linha... A J.K. Rowling é uma escritora fenomenal, que nos consegue prender na sua teia e quando damos pelo facto de que existe um mundo fora daquelas páginas, à nossa espera, já o livro acabou e já o desespero se forma na nossa mente... "E agora?? E agora??? O que acontece?!?!? Quando saí o próximo livro???NÃO!!!!!!!!" Mas, digamos a verdade... os livros são assim fantásticos e viciantes, porque ela os começou a escrever em terras lusas! Se o tivesse imaginado no UK de certeza que saía dali uma coisa sem graça! Agora o Harry é do Puerto carago!!! É por isso que ninguém se mete com ele!



Mas chegou a hora da despedida e há coisa de 2 semanas atrás, juntei a minha companheira destes assuntos mágicos e vimos, em casa, Os Talismãs da Morte parte 1, para relembrar o que aconteceu e para termos o fio condutor mais próximo da memória...



A 2ª parte é emocionante. É o grande confronto de titãs. A hora da justiça final! Faz-nos rir, faz-nos recear, faz-nos dizer: óoooooh e faz-nos choramingar... (em especial, a parte da trama sobre o Snape. Umas das minhas personagens preferidas e que mais me custou perder... I LOVE YOU SNAPE!!!).



A fotografia do nosso Eduardo Serra (PORTUGAL!PORTUGAL!PORTUGAL!!!) é simplesmente de tirar o fôlego. Capaz de apelar ao nosso lado mais tenebroso e dramático. Não é por nada que ele é um dos melhores da sua área, e que já foi nomeado para Óscar.



A parte do filme mais estúpida, parva, mal-feita, com caracterização mesmo muito pobrezinha e ao nível de um filme rasca de 1960 foi mesmo o final. O que é triste. Fizeram tudo bem, até aos minutos finais... O que é aquilo meu Deus?! A sala desatava a rir, sempre que aparecia a Ginny... meu Deus, pobre rapariga...



Adeus Harry... you shall be missed!

A rapariga que sonhava com uma lata de gasolina e um fósforo


Atenção, não sou eu! É o regresso da minha Lisbeth.




Tenho tido pouco tempo para ler, e esta coisa dos turnos rotativos vai-nos queimando o miolo, mas depois de para aí 2 meses, lá peguei novamente no livro para não mais largar. E depois não ajuda o facto de me pôr a ler o Murakami ao mesmo tempo (o Underground é arrepiante! em especial, se tivermos em conta todos estes últimos acontecimentos... qualquer dia sou agorafóbica...).



Mas, tal como o volume anterior, este continua a seguir a história da Lisbeth (que é sem dúvida uma das personagens femininas mais fantásticas de sempre) de um modo tenebroso, mas ao mesmo tempo viciante e que nos põe sempre a soluçar por mais... Assim que acabei este livro, tive que ir buscar o 3º da saga. Não aguentei não saber o que poderia acontecer (apesar de já ter visto os filmes... é verdade! Mas a verdade é que normalmente há sempre coisas diferentes - por exemplo o médico do 3º filme é um borrachinho que se sente atraído pela Lisbeth e no 3º livro o médico tem 50 e poucos anos...).



Na verdade, agora, após perceber melhor o porquê de certas coisas que acontecem nos filmes, ainda tenho mais vontade de os rever! Como o F. não gosta muito de ler, não percebe o porquê de eu querer ler livros de filmes que já vi, assim como o oposto... Mas a mim, dá-me ainda mais gozo ver se fazem como eu imaginei, ou se o filme foi uma boa adaptação do livro. Até agora, esta saga, complementa-se maravilhosamente. E se os filmes me fizeram ir à procura dos livros, estes últimos vão com toda a certeza, fazer-me rever os filmes e a grande Noomi Rapace que é uma Lisbeth simplesmente maravilhosa.


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Ok...

Sabem aquelas tatuagens parvas, que todos nós já vimos? Arame farpado (ui que perigoso\a que eu sou); rapazes com tatuagens de luas\golfinhos muito fofinha(o)s nas pernas (estariam bêbados??), mas há pouco tempo vi uma que ficou já no Top...



Imaginem que se chamam Francisco. Querem fazer uma tatuagem. E o que fazem? Uma tatto a dizer: Francisco.


Não, não é com caracteres chineses\árabes\japoneses... no bom alfabeto ocidental... simplesmente: Francisco.


A minha pergunta é: será que esta pessoa se esquecia do nome? Assim do género, numa repartição das finanças o funcionário público olha para ele com aquele olhar doce que os caracteriza, diz numa voz doce como mel: "NOME?!" e o moço fica atrapalhado, não se lembra do nome... olha para o braço e EUREKA! "Chamo-me Francisco..."

terça-feira, 12 de julho de 2011

L.O.V.E. parte II

E não é que o fofucho do moçoilo tinha razão? Ontem lá fui eu experimentar o S do vestido, sempre a imaginar que nem me passaria pelos ombros e TARAN! Não só serviu como até parece largucho... Ai Lion of Porches, Lion of Porches... marca que se faz passar por londrina apesar de ser de Guimarães... I LOVE YOU!!


Agora vem a pior parte... encontrar sapatos. Como ando numa onda em que tento ao máximo comprar só o que é português, queria ir à Zillian ao El Corte Inglés e à Fly London na Av.Liberdade... o pior é encontrar uns que eu goste e que não me falam ficar com bolhas ao fim de 5m.



Já agora, que pancada é esta das marcas portuguesas quererem ter sempre LONDON no nome, slogan ou imagem?? UHMM??? Lion of Porches * London; Fly London.... raios os partam!!! Tenham algum patriotismo dass

terça-feira, 5 de julho de 2011

L.O.V.E.

Ontem ao perguntar na Lion of Porches se tinham um modelo do vestido em exposição que eu pudesse experimentar, o rapaz respondeu: "Ah não...é que o seu tamanho deve ser o S e nós de momento só temos o L e o XL"



EU AMO VOCÊ!!!! - foi a minha resposta telepática enquanto sorria feito psicopata para o rapaz e para o meu namorado

quarta-feira, 29 de junho de 2011

pretty?

Por todos esses blogs pela blogoesfera fora, vejo o mulherio usar vestidos, saias e calções... serei a única rapariga que tem apenas 2 ou 3 vestidos no armário? Daqueles formais e para se usar em casamentos\baptizados\festas de finalistas... e se tenho 2 ou 3 foi porque o meu pai me chateou a cabeça dizendo que ao vermos as fotos de casamentos e baptizados, parecia que era sempre o mesmo dia, já que a unica coisa que mudava era se estava de trança ou cabelo solto :D


Quando emagrecer prometo ser mais como esta aqui acima, dona do blog cupcakes & cashmere. Ai esta mulher causa-me uma inveja que até fico verde...

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Corpo de Deus

Não me levem a mal, que eu cá gosto muito de feriados - posso estacionar à porta do trabalho e já voltámos a receber mais no finalzinho do mês, que é o que se quer - mas, num Estado supostamente Laico, qual é mesmo a intenção destes feriados? É que ao menos o Natal, a Páscoa e o santo protector de cada municipio ainda são tradições enraizadas na nossa cultura, agora estes dias como o de hoje são ainda feriados porque...?



Depois não se queixem da pouca produtividade de um país que tem dezenas de feriados sem qualquer base de fundamento.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Fatso

Sempre fui um pouco infeliz com o meu aspecto... bem, sempre não, já que quando era criança era super vaidosa (um pouco como a minha sobrinha), mas quando a minha mãe adoeceu eu comecei a inchar que nem um balão e nos seus 2 últimos anos de vida eu ganhei um peso respeitável para os meus 8 anos e meio. Quando a perdi, perdi também a minha auto-estima. Talvez fosse pelo meu aspecto que tanto se alterou em apenas 2 anos e meio, ou talvez porque viver sozinha com 2 homens - com muito pouca sensibilidade no que toca estes assuntos - não é de todo fácil para uma criança a quem o seu bem mais precioso lhe foi arrancado. Desde essa altura que tudo o que vi, tudo o que senti, tudo o que vejo, oiço e ainda sinto, foram mágoas afogadas em comida. Pão, batatas fritas e gelado são as minhas maneiras preferidas de auto-indulgência. Sempre comi para esquecer. Sempre. Para mim, desde esse momento, a comida tornou-se mais do que essencial, tornou-se uma paixão. Comia quando estava triste, comia para comemorar algo, comia quando queria chorar e chorava às escondidas porque não conseguia parar de comer. Foi preciso uma dose muito forte de anginas e ter que ficar 15 dias em dieta liquida forçada (já que me receitaram os medicamentos errados e como fui piorando cada vez mais das anginas, cheguei a um ponto que só me alimentava de água e leite porque tudo o resto implicava dores excruciantes) para perder uns valentes quilos. Desde esse momento (no meu 7º ano) o meu peso manteve-se constante. Podia até estar inscrita em ginásios, krav maga, pilates... mas como não fechava a boca não emagrecia. E quando conseguia deixar de comer tudo aquilo que gosto tanto, perdia 5kgs em pouquissimo tempo! E claro que essa perda de peso era comemorada com: gelado!!! uma embalagem inteira se fosse preciso... e pronto... lá voltava eu ao mesmo.
Mas agora, mesmo que deixe de comer, a verdade é que já não perco peso como antigamente. Mas pior que isso, tanto tempo sem fazer exercicio teve uma consequência: se subo 2 ou 3 lances de escadas, fico para morrer! Mas mesmo... sem brincadeira! Parece que o coração me salta pela boca. Por isso é que finalmente decidi que tenho que parar de choramingar aos ouvidos do meu namorado de que sou uma baleia. Decidi que tenho que fazer alguma coisa para que casa sessão de compras não se transforme numa tarde depressiva e com tendências suicidas já que nada me serve e com tudo pareço uma grávida.
Acima de tudo, tenho alguns problemas tipicos dos fatsos como: colestrol. E isto sem nunca sequer ter ultrapassado a barreira dos sessentas (o meu máximo vergonhoso foi 67). Já para não falar que os médicos reforçam sempre a importância do exercicio na prevenção do cancro e já que as minhas hipoteses de o vir a ter se demonstram muito negras, talvez seja melhor começar a mexer o rabo (ainda que não veja bem a ligação entre uma coisa e outra, mas se os médicos o dizem...). E sim, sei que para muita gente isso era um peso de sonho, mas eu sou baixinha! Com 67 já pareço uma bola! Com 67 já tenho mais colestrol que o meu pai!!
Foi por isso que inspirada pelo Haruki Murakami (corredor de fundo desde os seus 30 anos), pela Ali Vincent (primeira mulher vencedora do Biggest Loser nos E.U.A.) e por todos aqueles que vejo passar a correr pelo meu prédio... decidi parar de me lamentar e começar a mexer-me. Como sei que é preciso estar muito inspirada para que tal aconteça de forma regular, acho melhor não me inscrever em nada (até porque o que mais me aborrece é ir sozinha para esses antros de gente musculada) e começar simplesmente por fazer caminhadas em marcha rápida e ir progressivamente aumentando o passo para uma corrida ligeira e quem sabe no futuro um jogging mais a sério. Em casa, videos de yoga e pilates para complemento, tentar cortar nos gelados (que ja fui proibida de comprar) e decidi criar um blog novo para ver se me entusiasmo a escrever e a planear... espero que daqui a um mês já existam progressos. Mais do que pelo que vejo no espelho, essencialmente faço isto pelo que não se vê. Estou farta de me sentir mal comigo mesma e de ser preguiçosa. Estou farta de me queixar do stress do trabalho, mas sem fazer nada para o combater. OH Virgem Santa Maria, dai-me coragem para que daqui a um mês este post não me faça pensar: AHAHAHAHAHAHAHAHAH será que alguma vez acreditei mesmo nisto?! Só quero ser saudávelzinha e rija que nem um pêro!

máscara cabelo vs hidratante corporal

existem diferenças? existem
são para a mesma coisa? de maneira nenhuma
os frascos são iguais? se tivermos em conta que são redondos: sim; se tivermos em conta que um é amarelo e outro verde, um pequerrucho e outro enorme: não.
aqui a vossa Istari feita croma, hj ao sair do banho espalhou no corpo - maldizendo todo o tempo que aquela porcaria deveria estar estragada já que não se conseguia aplicar bem - a máscara capilar de mel da Body Shop deixando no sitiozinho dele o Body Butter de Azeitona...
Perdoai-me senhor!! O cerebro não aguentou o choque da caminhada de 1hr e 30/40m de Pilates que hj decidi fazer, e quis pregar-me uma partidinha para se vingar...

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Big mistake! BIG! HUUUGE!!!

A minha querida Goré (mamã mai linda!!) ofereceu-me um livro nos anos, que infelizmente eu já tinha. Fui então fazer a troca e escolhi um do Haruki Murakami que eu queria muito ler - o Underground - em que ele aborda os ataques terroristas no metro de Tóquio. Como não estava disponivel (só havia um exemplar no Chiado) encomendei e fiquei à espera algumas semanas agonizantes.
Ontem quando acordei, vi que o meu F. já o tinha ido buscar e que o Murakami me chamava à sala.Sentei-me só para ver como tinha ele escolhido fazer o livro.
E li.
E li.
E li.
Só mais uma entrevista.
Pronto! Só mais uma!
Ai a aula de costura...tenho mesmo de te largar...
Mas veio a noite e aquilo continuou até às 2 da manhã.... só mais uma, só mais uma... e agora tenho 3 livros na mesinha de cabeceira!
A minha Lisbeth
O livro da Ali (a ver se me inspira a mexer o rabo - mas como está escrito com o novo acordo... não me está a inspirar lá muito, não)
E o ranhoso do viciante Underground...
AAAAAI!

W.I.P.'s


Guess who's back...
Back again...
Istari is back....
To the needles...
Guess who's back
Guess who's back
Guess who's back
TANANANANANAN

domingo, 12 de junho de 2011

Quilts

Bem, como disse no post abaixo, ando a fazer um curso de costura. Estou a gostar bastante, e ainda mais porque por costume, sou sempre a única aluna.



A minha prenda de aniversário foi uma máquina de costura, e a loja Singer de Moscavide à semelhança do que se fazia antigamente, dão uma hora gratuita de aula, mas também fazem cursos de corte e costura.



O meu projecto é uma saia (que, modéstia à parte, está a ficar MUITO gira), mas não deixo de pensar que mais projectos poderei eu fazer.



E hoje deparei-me com este quilt no blog Rita Cor.



Estou in love. Quero. Já!

Old age...

Estou a ficar velha. E quando digo velha é mesmo no sentido de velhota.

Como sei isto?

Comprei a nova Cosmopolitan e entre todos os artigos deste mês, acho que não houve um em que eu aproveitasse algo de útil, não vi nada de interessante, arrepiei-me ao ler "modelo canadense" e no final o meu pensamento foi: "uhmpff...devia mas era ter comprado a minha National Geographic"

Isto no mesmo dia em que me inscrevi num belo workshop de tricot. Que deverá ser feito cerca de um mês depois de eu terminar o meu curso de iniciação à costura...

Velhota... :D

sábado, 11 de junho de 2011

Do Passos Coelho

Essa tentativa de se aproximar do povo com a conversa de que passou fome é prontamente lograda com a frase "No Caramulo como eu tinha sempre fome, uma empregada chegava a dar-me comida do lixo".

Se a revista deu o enfase à "comida do lixo"...


... eu dou ênfase a "uma empregada"...

domingo, 5 de junho de 2011

Em dia de eleições

não consigo pensar em quem devo ou não votar... só consigo pensar na minha dor excruciante de pernas e nas veias todas arrebentadas. Mas realmente, é deveras importante esta tortura de aqui estar em pé, tipo guarda inglês (mas até esses têm direito a descanso), não vá aparecer um dos 11 clientes que falta fazer c.out...


vida de recepcionista é uma bosta.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Lisbeth...

Ai Lisbeth... desde que vi os filmes que fiquei ligeiramente apaixonada pela personagem. Em parte porque me revejo um pouco (apesar de não ter piercings, nem crista, nem tatuagens - estas principalmente só porque tenho medo que a tinta me faça alergia, já que eu sou alérgica a tudo e mais alguma coisa), e por outro lado porque foi belamente interpretada pela Noomi. Até o nome Lisbeth. Adoro! Claro que depois dos filmes, tive que comprar os livros (naquela edição fofa da Bertrand) e estes até têm lugar de destaque na minha estante - pus de lado para que se veja o dragão, da tatuagem dela, em grande plano.

Devo dizer que ainda gostei mais do livro (como creio ser habitual a todos os ratinhos de biblioteca), mas o filme nunca me saiu da memória e vejo agora que foi uma bela adaptação da obra.
Confesso que foi uma bela surpresa, e provou-me mais uma vez, que por vezes as criticas que lemos das obras não querem dizer nada. Quando andei a investigar os livros, por causa dos filmes, li criticas que a personagem da Lisbeth é um exagero, quase uma super-heroina e bla bla bla e tudo o que eu vejo quando leio os livros e vejo o filme é uma mulher extremamente humana, que já sofreu muito e que é por isso que é tão soturna. Só quem já sofreu entende que depois disso, nunca mais somos totalmente felizes e alegres. Até mesmo eu, que o que sofri não foi directamente e sim ao ver o sofrimento da minha mãe... a perda dela nunca mais deixou de ensombrar a minha alma. Tive mesmo fases, em que como a Lisbeth só queria estar à parte do mundo, e vestir-me toda de preto para a imagem por fora espelhasse a côr da minha alma. Claro que ultrapassamos a dor. Mas nunca totalmente... O medo de se voltar a repetir... esse, fica sempre cá.
Fiquei fã e viciada e já não consigo largar a 2º volume da saga

Fósquices

Vou testar a ver se consigo publicar um post com diversas fotos... para tentar novamente aminha sorte com a reportagem das férias de Maio.
Como tal, vou apresentar as novidades em matérias de cosmética:
Hoje foi dia de pintar as unhas. Estreei finalmente o O.P.I. Pink-Ing of You. Tal como o Lucky Lucky Lavender, adoro a côr, rosinha tipo pastilha elástica, mas é de dificil aplicação e de dificil secagem (mas nesse campo vale-me o Opi Drip Dry que faz o verniz secar em segundos) e não sei se arriscarei a comprar mais vernizes da OPI, já que são mais caros e não vejo muito bem porquê...
Já nos pés (eu sei que são horriveis, mas não posso fazer nada né?) usei o Nº86 do verniz da marca nacional, Andreia. Comprei este antes de arriscar com o Orange Frizz (tenho essa mania quando sai uma côr que não estou ainda habituada a ver nas minhas unhas... primeiro compro a versão mais barata - quer seja Andreia ou Risqé - e só depois, caso goste, passo para a versão original, neste caso da Chanel).
Aqui há uns dias tivémos que ir ao Dolce Vita, e como sempre, a M.A.C. chamou-me. Bem, na realidade fui à procura de um baton de tom vermelho, já que todos os meus batons são ou nude ou de tom completamente natural tipo framboesa, para levar ao casamento da minha querida S. e ia com vontade de experimentar os batons de longa duração da M.A.C.
Acabei por escolher o Perpetual Flame (num tom vermelho mais escuro) e meus amores... a verdade é que já fiz a experiência de duas formas, com e sem Primer, e estou apaixonada!
Com o "primário" Lip Insurance da Too Faced a verdade é que o baton durou cerca de 11horas. Claro que foi desaparecendo, até porque almocei, lanchei, lavei os dentes, bebi muita muita água - como é habitual - e no final do dia, ainda tinha o tom vermelho bem distinto nos lábios.
Sem o primer já não durou tantas horas, mas ainda aguentou um turno de trabalho, por isso aguentou à volta de 8hrs (com refeições, água e lavagens de dentes pelo meio). Para a veracidade do teste se manter, nunca retoquei o baton.
Estou apaixonada e morta por comprar mais batons desta linha (em especial o coral e o vermelho vivo que lá vi!!).
Enquanto a maquilhadora da M.A.C. me punha o baton de teste nos lábios, eu não conseguia parar de olhar para as unhas dela. O tom verde que combinava com as suas tatuagens estava a deixar-me louca, mas não tive coragem de lhe perguntar qual era o verniz. Paguei o baton e saí. Dei uma volta e não aguentei e lá arrastei o F. à loja novamente. Após muita risada ela lá me mostrou o Ocean Dip da nova linha de Verão e claro... lá veio ele também. Mas como no trabalho não posso usar unhas mais inovadoras (chamemos-lhe assim) a sua estreia vai ter que esperar as proximas férias...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Férias Maio 2011

Como o blogger não está na sua melhor fase, ainda não consegui postar a reportagem turistica do destino de férias Maio 2011.
Ao menos, o verniz usado na viagem consegui postar.
Foi oferecido pelo F. para a defesa da tese, mas como estava demasiado nervosa para conseguir pintar as unhas, só o acabei por usar antes da viagem.
o meu Chanel Black Pearl

É só o meu blogger?

Isto tem sido um filme para tentar fazer post's com fotos e videos que honestly... não tou para me chatear... daqui a uns dias volto a tentar

domingo, 15 de maio de 2011

Voltei, voltei. Voltei de láaaaa

Fui visitar outra Nação, mas já estou novamente por terras mouriscas.
Espera-se reportagem para breve.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Para animar em momentos menos bons

Esta gripe tem estado a dar cabo de mim. Apesar de já estar bem melhorzinha, continuo totalmente afónica e por isso hoje quis fazer algo para animar. Algo assim bem futilzinho. Daquelas coisas que nos sabem tão bem.



No domingo 1 de Maio, fui comprar à pressa a prenda para a mãe do F. e como tal entrei na Perfumes&Companhia. Apanhei uma daquelas vendedoras boas. Daquelas mesmo boas, que assim que me apanhou a espreitar os vernizes, veio atiçar-me com a nova edição da Dior. Uma edição limitada de duas cores bem garridas, bem próprias para o Verão e num pack em que para além do verniz vem também o Top Coat. Eu, cheia de febre e com desejos de me animar pensei: opá...pronto...vai ser a minha prenda de anos a mim mesma. (Uma desculpa que uso muito, quando o meu lado consumista vem ao de cima, quando o dia 18 de Maio se aproxima). Mas até me portei bem, porque me estava a custar bastante decidir qual das duas cores trazer, a ponto de chegar a pensar: Eh... levo as duas. Mas o anjinho no meu ombro direito disse-me: Não sejas ainda mais consumista daquilo que já és! Não precisas das duas cores! Compra só uma para te animar! Não precisas do laranja. Traz o rosa.


E o anjinho venceu ao diabinho (desta feita).



Hoje, ainda estou a recuperar da gripe (o facto de se estar a passar já quase 2 semanas é de preocupar??) e a precisar de me auto-mimar lembrei-me de pôr o verniz novo a uso, fazer umas belas pipocas, encher um belo copo com o nectar dos deuses que é a Coca-Cola (caindo assim finalmente em tentação. Tantos meses a resistir, mas uma sessão de cinema, sem esta bebida divina, não é sessão de cinema) e passei uma bela tarde fútil, mas daquelas que nos aquece a alma fantasista: Verniz Paradise e o meu menino Harry Potter e os Talismãs da Morte, parte 1.



AAAAAH.. bela tarde. E amanhã já é dia de trabalho. Só quero é ver como vou fazer com os clientes eheheheheh

terça-feira, 3 de maio de 2011

E o bom que é?

Trabalhar numa recepção quando se está quase-quase-quase afónica, é mesmo a cereja no topo do bolo daquilo que tem sido a minha vida nestes últimos dias.

Ratinho Biblioteca Loves N.E.R.D.

E o pc do meu F. pode ser de última geração, feito pelas suas próprias mãos, computador mesmo de nerd (apesar de ele ficar ofendidissimo quando eu o chamo de Nerd...mas já lhe disse que é Nerd, mas um Hot Nerd eheheheh) e pode ser daqueles que só falta tirar cafés, no entanto para conseguir postar no blog o melhor mesmo, é o meu portátil velhote, tão cheio de porcaria que quando o ligo, posso ir à cozinha, beber um café e quando volto ainda dá para passar os olhos por uma revista até que finalmente fica possível de utilizar sem se engasgar

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Eu sou tão ratinho da biblioteca...

...que durante anos adorava ver a Bela e Monstro só para ver a Biblioteca dele



...entro numa livraria para comprar um livro e acabo a gastar 170€ em livros


...tenho por hábito arrastar amigos e namorado para livrarias onde perco horas enquanto eles bufam à entrada


...todos os anos tenho borboletas no estomago, de excitação, quando começa a feira do livro de Lisboa


...adorava um casamento assim:




imagem: color me katie

Querem ouvir uma coisa?

Assim bem nojenta??


Mas assim bem bem nojenta??


Mas tão nojenta que até a mim dá nojo???



......



Aqui vai e não digam que eu não avisei.



.............




Estou tão constipada, mas tão constipada, que hoje de manhã vomitei ranho. Litros....

segunda-feira, 25 de abril de 2011

To be or not to be... a mother

Eu sei que este texto poderá eventualmente ofender susceptibilidades mas a verdade é que se por vezes encontro crianças que me fazem sentir maternal, se conheço crianças que sei que se fossem criadas por mim atingiriam o seu potencial (não estou a dizer que sou eu que sou muito boa, estou a dizer que são crianças que vivem em ambientes prejudiciais e com pais que sei que não lhes dão a atenção devida), por vezes conheço outras que ao fim de 5minutos só tenho vontade de esganar aqueles pescocinhos...




Ainda ontem estive numa festa onde estavam muitas crianças. Das trezentas que por ali andavam, que me faziam rir e olhar para o meu namorado com aquele olhar de carneiro mal morto que todas fazemos quando estamos a querer dizer: "já imaginaste se fosse o nosso?", andava por lá um que... meu Deus... fazia-me sentir aquilo que certamente impulsiona o Homer a esganar o Bart. Ok Ok, eu sei que a própria mãe da criança é intragável por vezes, e das pessoas mais chatinhas que há à face da terra, mas meu Deus... que criança!!!! Sempre a guinchar, sempre a gritar, a chorar...




E depois existem aqueles pais que deviam fazer uma campanha como: "Se não querem estragar as vossas vidas, não tenham filhos!!". É que se por um lado estão sempre a falar neles, por outro não o fazem de um modo positivo. É sempre um: "Ai... eu não durmo desde que engravidei", "Desde que nasceram nunca mais tive privacidade com o meu marido", "estão sempre a chorar", "nunca mais pude fazer nada na minha vida, nem sair, nem ir ao cinema, já nem às compras posso andar descansada", "agora que cresceu ainda é pior" , "não consigo fazer nada das limpezas"... iada-iada-iada...




Só vejo miúdos mal-criados e mal educados, que tratam quem os rodeia, como se escravos fossem... Enquanto os pais babados a dizem: já conhecem o meu anjinho??




Eu oiço essas coisas e fico a pensar e a remoer... é que os meus pais tiveram 2 filhos. A partir de certa altura, ficou só o meu pai a criar-nos e a aturar-nos. E ele sempre conseguiu (sozinho!!) fazer tudo em casa sem ajuda exterior (desde cozinhar, lavar roupa, passar a ferro, limpar a casa, coser...) , sempre fez as compras, sempre me ajudou nos trabalhos de casa, sempre passeou (connosco e sozinho), sempre se divertiu... Nunca precisou largar-nos na casa dos meus avós para se livrar de nós e espairecer...




Será que a nossa geração simplesmente não está preparada para ter filhos? É que eu só não os tenho já, porque agora (como sou totalmente louca) quero seguir para o Doutoramento, e fazê-lo com um recém-nascido ao mesmo tempo que trabalho em hotelaria, atinge novos graus de insanidade e demência que eu gostaria de evitar.




Mas sei que quando finalmente os tiver, vou dar tudo de mim, até porque se eu sem os ter adoro ver tudo quanto é actividade que exista e locais interessantes para os catraios - para depois informar o meu irmão, apesar de eu saber que ele nunca leva a míuda a lado nenhum que não comece por Shopping e acabe em Center - livros infantis enfim... sei que vai ser o melhor momento da minha vida. Também sei que vou deixar de fazer muita coisa, mas mesmo assim eu já sou super caseira, por isso creio que só vou sentir é mesmo falta da privacidade com o meu hubby, mas nada que uma porta fechada não resolva :D




Por isso Goré... tu és a minha esperança!! Só tu podes fazer com que eu volte a acreditar na nossa geração enquanto pais!!!! (no pressure XD )

Ai os feriados...

Todos os anos, por esta altura digo: "PARA O ANO RECUSO TRABALHAR NA PÁSCOA!!! NÃO VENHO, NÃO VENHO, NÃO VENHO!!!!!"


Mas todos os anos, quando vejo o horário e vejo que vou estar again a trabalhar na Páscoa penso sempre: Pode ser que este ano não seja tão mau.

Bem... este ano foi o pior de sempre, o pior grupo de todo o sempre, os piores guias de toda a eternidade... foi mesmo muito mau. Fiquei com o cerebro tipo Nestum de tantos gritos que ouvi nesta recepção. Foi mesmo horroroso!!! PARA O ANO RECUSO TRABALHAR NA PÁSCOA!!! Outra pessoa que ature esta porra... Como diz o meu pai, são sempre os mesmos como os da Joana, e je está fartá (por favor ler com sotaque francês).

A única coisa boa, foi o grupo de italianos. Sossegadinhos, respeitosos, amorosos... sim... não me enganei. ITALIANOS SOSSEGADINHOS!!!! Quase nem se dá por eles. E está um senhor com 90 anos no grupo, tão querido, tão fofucho que só dá vontade de pôr no bolso e levá-lo para casa.

E pronto... mais um feriado... mais um dia de trabalho.

Ah, já vos disse que agora já nem recebo compensação monetária por trabalhar num feriado? Ganho um dia de recuperação/férias. AI tão bom tão bom... gosto tanto... ai os feriados dão cabo de mim...

sábado, 16 de abril de 2011

I am your master! Obey me and bring me a coffee!!!

E já estáaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!! Aweeeeeeeeeeeeee!!!!!

Correu tudo bem, ou não tivesse eu os melhores orientadores, presidente de juri e arguente do mundo!!!! Ai... como o meu orientador disse, as estrelas alinharam-se num dia repleto de coincidências (ora bem, aqui a je tem o nome da arguente, o apelido do presidente de juri, faço anos no mesmo dia da cunhada da co-orientadora, que é a ligação (ou graças a quem) entre a co-orientadora e o orientador) Lindo!!




E tal como a butterfly disse, no comentário abaixo, os 2 dias antes foi um horror em termos de sofrimento. Depois, ontem quando acordei, estava calmissima. Tão calma que nem me apetecia falar. Todos os movimentos eram feitos em câmara lenta, quase como se estivesse a flutuar... Apenas comecei a ficar nervosa naqueles minutos que antecedem o começar a falar e depois... bham! Libertei todo o meu conhecimento para a atmosfera e foi um peso que me saiu dos ombros! E so fiquei a tremer quando me disseram a nota, porque pensei: "estão a gozar comigo ou é a sério??" e depois o meu F. dirigiu-se a mim a sorrir e foi



"OH MEU DEUS É A SÉRIO?!?! YEEEEAAAAAAAAAAH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!"


E depois fomos festejar, e foi ligar ao pai, e ligar aos pais do F., e mandar sms a quem sofreu comigo! Mas sem dúvida que no meio de tudo, quem sofreu mais foi o meu F. A quem eu não deixei entrar na sala para assistir. Quem percorreu km's naquele jardim à espera que eu lhe desse noticias. Quem ficou à porta a tentar sentir o ambiente que se respirava lá dentro.


Sem dúvida o meu menino, merece tudo! TUUUUUDO!!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Está quase-quase

E aqui estou eu no escritorio a estudar... powerpoint aberto, paginas espalhadas pela secretária e muitos nervos! Nervos, nervos, nervos! É o que tenho mais! Não quero saber se o meu F. e a minha orientadora me dizem que vou arrasar e beka-beka... eu só penso é que vou chegar la, abrir a boca e simplesmente não vou dizer nada. Vai-me dar uma branca do tamanho do mundo e que não serei sequer capaz de explicar o porquê de ter escolhido este tema. E quanto mais vejo o powerpoint e preparo a defesa, maior é o medo dos esquecimentos... I'm in pain! And i need to go to the bathroom... again

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Vale a pena pagar mais caro??

Não sei se é só comigo, mas eu não consigo fazer com que os meus vernizes da Chanel me durem mais do que 2\3 dias nas unhas! Se tivermos em conta que com os vernizes H&M e da Risqué a "pintura" chega a ultrapassar uma semana com lascas mínimas que são facilmente retocadas...

(Risqué Cappucino)




DIGAM-ME DE VOSSA JUSTIÇA!!! É burrice minha, ou também acontece convosco?


(H&M rainy day)


Se bem que acho que este facto irritante não me vai fazer parar de comprar alguns Chanel, simplesmente porque as cores são de outro mundo!!


(Chanel Orange Frizz)

Primavera

Sei que já chegou há bastante tempo, mas para mim só chegou esta semana que passou, com a minha visita à minha Amareleja.



Boa Primavera pessoal :)



P.S. Sim, este é o verniz que falei neste post

terça-feira, 5 de abril de 2011

Desisto

Decididamente, desisto. Este livro é demasiado chato. A tradução também me começa a enervar e por isso está posto de lado até decisão em contrário. Com tantos livrinhos bons à minha espera, não me estou para chatear. Por isso troco este Por este Até agora estou a adorar a aprender muito. Mas sim, eu vou lendo e estou sempre a enganar-me a mim própria repetindo mentalmente "Em Portugal não é assim. Não pode ser! Não acredito!"