quinta-feira, 18 de Novembro de 2010

NATO


Que é uma grande chatice saber que amanhã, talvez, leve HORAS a chegar a casa devido às estradas cortadas e comboios que não vão fazer o percurso que me interessa, é sim senhor...

Que é uma grande chatice saber que o senhor Obama vai estar ali tão perto de moi même e que não lhe vou poder dizer, "cá uma bjoca sô Obama", é sim senhor...

Mas que é uma MARAVILHA ir ao Vasco da Gama lanchar na Maison des Crepes com o papá, sem termos que esperar na fila; sentar para comer sem andar meia hora a passear o tabuleiro à procura de um lugar; entrar nas lojas e percorrer os corredores sem ser atropelada e ter que andar a fintar (verdadeiras fintas de Ronaldo!!) transeuntes maldispostos e tias coquetes e anorécticas (daquelas que até pensamos "ai jazuze se lhe toco com a mala ainda a mato"), É SIM SENHOR!!!!


P.S: Sô Obama, se me vir passar por si na rua e eu não for logo esmagada pela sua segurança pessoal ou pelos agentes de autoridade, mui guapos, da PSP não pense: Can I Give Her a BJoca?? porque aqui já lhe dou a resposta: YES YOU CAN BABY!!

É Natal, é Natal lalalalalaaaaa... parte 2

É oficial! Hoje, dia 18 de Novembro, acabei de tratar de todas as prendas que tenho para oferecer...

Já só falta embrulhar!! EHEHEHEHEH

sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

adivinhem quem voltou

uóoooo

adivinhem quem voltou uó uóoooooo



e veio mais sexy que nunca!

sábado, 6 de Novembro de 2010

Coisas de saúde à la ti Istari

Tenho andado a sentir-me mal. Vários sintomas que aqui não vou descrever porque... prontos pá... mas ei que a saúde 24 me manda para o Hospital Curry Cabral para ser avaliada

Chego lá, falo com as médicas e é mais ou menos este o resumo:

  1. "Ah isso deve ser infecção urinária. É só aguardar um pouquinho que já a chamam para a colheita"
  2. "Bem, afinal não é infecção. Será que tá grávida? Ainda tem chichi? É só aguardar que já a chamam para a colheita"
  3. "Olhe, não sei se é uma boa ou má noticia mas não está grávida. Isso devem ser gases. Se não passar vá o médico de familia que eu aqui não lhe posso fazer mais nada."

E pronto... 3horas da minha vida para me dizerem que poderia estar grávida mas afinal não. O que carrego dentro de mim são bufinhas.

E eu que já estava na fase de escolher nomes e imaginar o quarto do bebé enquanto esperava e pronto... esfumou-se tudo no ar. Literalmente

Serviços Nacionais

Numa altura em que só sabemos dizer que os nossos serviços nacionais não funcionam, porque é que ninguém fala da eficácia da linha Saúde 24?

Mal ligamos somos atendidos por profissionais de saúde (creio que na maioria são enfermeiros), que nos ajudam da melhor forma. Quando o caso é um pouquito mais grave do que sopas e descanso, enviam logo um fax para o S.U.B. ou Hospital mais próximo com os nosso dados o que facilita e dá prioridade ao nosso atendimento.



Melhor de tudo... é grátis!

quarta-feira, 3 de Novembro de 2010

Miguel Bolhas




Ontem fui ao concerto do Michael Bublé... como descrever tudo?




1) Lindo


2) De tirar o fôlego


3) Puro Entertainment




segunda-feira, 1 de Novembro de 2010

Finados & Natal

Hoje é 1º Novembro.

Dia de Finados. Antes de começar a trabalhar, este era um dia em que a minha presença na Amareleja não falhava para visitar as campas dos nossos amores que já partiram. Era o dia em que íamos de proposito para o Alentejo levar flores e lavar a campa da minha mãe e bisavós (habitualmente sujas pelas primeiras chuvas).

Desde que acabei a escola a tradição terminou. Assim como o nosso regresso dia 21 Dezembro para o mesmo ritual, desta feita pelo "aniversário" do falecimento dela. Agora tudo o que posso fazer (já que aqui como os trabalhadores estão praticamente contados para que o horario funcione e nem sempre podemos meter dias) é acender uma velinha nestes dias. Já que pensar nela penso todos os dias. Sentir a sua falta, já sentia ainda antes de ela me deixar definitivamente. Olhar a sua foto, todos os dias é a primeira e a última coisa que vejo antes de adormecer. O que me aflige por vezes? Lembro de tudo dela, menos a voz e a cara. Já são muitos anos, mas mesmo assim, fico com uma nuvem no coração sempre que ao lembrar-me dela, não me consigo lembrar bem da cara. Se não fossem as fotos, de certeza que essa imagem já se teria desvanecido...

Desde que me mudei então, a sua presença ainda está mais forte. Gostava tanto que ela conhecesse a minha casinha, o meu F. Se bem que da maneira que o meu menino é, de certeza que ela mo enviou para cuidar de mim.

O que vale é que também tenho outras maneiras de a homenagear. Como por exemplo, com o Natal. Pelo que o meu pai me conta, ela era um pouco doente pelo Natal. Tal como eu sou. Segundo o meu pai tenho muitas "pancas" herdadas. Como o meu tique, a mania de muito raramente comer tudo o que está no prato (nem que seja deixar 5 grãos de arroz), comer pão com chouriço mas desfazendo o pão aos bocadinhos e pôr quartos e quintos de chouriço em cima dos bocadinhos de pão e a minha pancada pelo Natal.


E eu sou mesmo doente pelo Natal. Em Outubro já só penso no Natal. Adoro ver as decorações, correr as lojas todas que tenham coisas com o tema, ir ve a árvore gigante, as decorações da Baixa, decorar a casa toda, pensar e preparar os presentes de toda a gente. Eu adoro dar presentes! Mas é que gosto mesmo. Levo meses a ouvir o que as pessoas dizem sobre o que gostavam de comprar, ou o que lhes faz falta... o maior problema é quando não oiço nenhuma informação... como este ano. Que não sei o que hei-de dar a quase ninguém :S Só tenho mesmo a prenda do meu irmão e da minha sobrinha em casa, já embrulhadas; e as prendas para o meu grupo de amigas da Univ.


E este ano o Natal tem também outro marco... o marco de: ou acabas a tese até ao Natal ou desembolsas 900€ cá com uma pinta que o F. te põe fora de casa...

Dia das Bruxas

Essa época tão especial para nós portugueses...


mas pronto, como já o ano passado me foram bater à porta a pedir Doces ou Travessuras, este ano, como sou deveras fofa, lá me fui atestar de Snickers ao Jumbo para estar preparada caso os catraios lá aparecessem à porta.


Só vieram 2 grupinhos. Um deles mascarados (com 2 dos harry potters mais fofos da História da humanidade, e uma bruxinha tão linda que só me apeteceu raptá-la!!!) e outros vestidos normalmente e com sacos de plástico para reunir os doces.


Nesse 2º grupo, um deles, com olhar de Gato das Botas diz-me: Não tem nada sem chocolate?? É que eu não posso comer chocolate...


Tadinho!! Partiu-se-me o coração todo! Vamos lá ver se eu no proximo ano me lembro de comprar doces vários e não apenas Snickers...